Mulher petista decepcionada com o governo corrupto que ajudou a eleger, desesperada, tenta matar LULA-PIXULECO com uma faca.Foi presa em flagrante por policiais militares.

  

Publicado: 25 de agosto de 2015 em Blogroll

Dilma Rousseff afinal confessa que foi incapaz de perceber a gravidade da crise econômica que abala o Brasil

Demorou demais para que seu parco senso de compreensão dos fatos se manifestasse. Mesmo assim quer dividir a culpa. Assessores também tão incompetentes quanto ela, caciques petistas, e aliados, não deram a devida ou menor importância para suas impropriedades, falta de discernimento e atos falhos. Cambada de medrosos, reflexionando, pensa ela. Imagino sua fala lamuriosa nas entrelinhas: “… e foram incapazes de me criticarem por medo de levar bofetões nos focinhos, não souberam honrar as calças, vestidos, cuecas e calcinhas que usavam, a não ser nos momentos dos malfeitos e dos maus usos quando as lingeries eram preenchidas com dólares.

Deixaram-me sozinha e com o timão nas mãos nesse barco sem leme no qual me encontro. Agora todos estão contra mim. Lula quer tomar meu lugar, que é de direito, para entregar ao Michel Temer. E eu sei que não é de mãos beijadas. Ele quer continuar a governar pelas beiradas imorais que sempre governou. Sempre me dando ordens e obrigando-me a arcar com o ônus desse naufrágio cantado e decantado por oposição e imprensa.

Eles não tardam por esperar. Se não me matarem como foi o caso de Celso Daniel, todos afundarão comigo.”

Pois é. Em terra de cegos é bom ter cuidado com a bengalada amiga. Uma presidente que não enxerga uma crise econômica (mas de crise política entende muito bem e resolve tudo a tempo e a hora comprando os pares partidários), doutora em deseconomia, ex-empresária falida de loja de 1,99, além de levar o Brasil à bancarrota, com um currículo dessa natureza, não serviria nem para Cuba, URSS, Líbia, Irã outros países afins. Aqui no entorno, talvez para a Argentina, Venezuela ou Colômbia.  Ainda assim, com reservas… de dólares.

FC

Conjuração, inconfidência, traição?

Publicado: 24 de agosto de 2015 em Blogroll

Certas coincidências tem cheiro e aparência de fogo de monturo. Fede tanto ou mais quanto; e queima por baixo sem mostrar as chamas. Quando muito intenso, pode liberar fumaça toxica.
Quando Dilma viajou aos Estados Unidos, em Brasília, reuniram-se em surdina Temer, Lula, Sarney, oposicionistas etc., à revelia da presidente. Ali começava a conspiração visando derrubar a atual governante faz-de-conta, brasileira. 
Michel Temer, raposa matreira, embarcou na nau dissidente da situação. Sabe-se lá a que preço, ou pelo preço propinado da cadeira da presidência da república. Lula viajou de São Paulo até Brasília sem divulgar na agenda de seu instituto.  
A armadilha foi armada. 
Mais tarde por ato falho, Temer deixou escapar que alguém precisaria reunificar o país. O tom de voz impostada, flexionou para dentro, voltando pra si mesmo, como se ele estivesse dizendo: quem tiver ouvidos para ouvir, que ouça. Esse cara sou eu!
Dilma ouviu. O PT ouviu. A contra ofensiva foi instaurada. 
Temer teve as asas cortadas. Primeiro foi desautorizado pelo ministro da fazenda, quando tentou intervir nas emendas parlamentares, depois pela própria presidente que assumiu diretamente algumas ações próprias dele. O idílio de arranjo, terminou. 
Mas o caso desse romance frustrado não está bem resolvido. Lula tenta se esgueirar nessa ravina de aluvião sem se afogar na enxurrada. Mas a correnteza já se faz ouvir ao longe, ensurdecedora. Por outro lado, Temer diz que não vai deixar 100% a articulação política. 
Então, o vice presidente da república, Temer sai-mas-não-sai, que já articulou surdinamente com Lula e outros caciques políticos, continua investido de usurpar o trono do Planalto com o apoio enrustido de Lula da Silva. 
Conjuração, inconfidência, traição? O tempo dirá!

FC

Fala-se à boca miúda dos meus ouvidos que o PT enviou carta endereçada ao PAPA Francisco pedindo a canonização dos santos mártires petistas. 
A lista santificada dos cânones no rol prioritário de primeira categoria, é encabeçada por kriador e kriatura. 
Bandidos Zés Dirceu e Genoíno engrossam a lista como santos de segunda categoria. Santos de meia tijela, portanto.
Os ostros santificáveis salafrários petistas fecham a lista. Alguns entendem que estão na categoria errada: 
Mereço um céu melhor, mais categorizado, reclama Marcos Valério;
João Paulo subserviente como sempre, resignou-se em nome da boa causa: 
“Quem sabe, o revisor do Vaticano me reservará um lugar de honra mesmo que não seja do mérito?”.
Verdade é pra ser dita. 
Ladranta Du Cheff, não terá a morte física por decreto (a não ser por autodecreto). Está fora de cogitação. Tampouco será arrastada num touro – à Dirce – até passar dessa pros quintos das profundezas malditas do inferno; não o de Satanás, o bom diabo, ou o de Dante, doçura a toda prova. O inferno é o próprio PT.
Mula9dedos, a despeito das couraças protecionistas – que lhes serão arrancadas a ferro e fogo-, será privilegiado com a mais alta honra: A Cruz do Empalamento. 
Logo gemerá de prazer gralhando gostoso. Depois estertorá de dor, ao aflorar da lança ou espeto por suas garganta e boca.
Os outros arderão nas chamas crepitantes destinadas ao pelotão dos arrependidos de baixo nível.
Ai ai. Quanta saudade da Inquisição…
FC

Em terra de cegos quem tem um olho que enxerga é o ministro do STF, Gilmar Mendes.
Tanto é que vislumbrou o bom vislumbre e perspicazmente, sem se deixar abater, tampouco temer, PT, PMDB, e a opinião pública ligada aos reis corruptos, cujas cuecas e calcinhas têm estampa de cédulas pintadas com ouro negro, denunciou certa criminosa que assola o Brasil.
Antes, o sujo cueca suja sentou no trono do Palácio do Planalto  por oito anos consecutivos. Conseguiu escapar ileso das acusações do mensalão e outras falcatruas.
Ladranta Du Chefe, tenta de todas as formas imitar o quadrilheiro que a transformou em rainha substituta, muito provavelmente em vão.
Os justiceiros que condenaram os caciques mensaleiros do PT e parte da corja conluiada, pondo-os nos presídios, entenderam que o cala-boca dado a  sociedade brasileira na forma das condenações, foi suficiente para silenciar o grito de mais justiça que teima em ecoar dentro das lindes da nação.
Mas eis que ressurgindo das próprias cinzas, irrompe o resgatador da verdade. Mendes diz a que veio. Manda investigar umas das causas que levaram a destroçadora do Brasil e do sonho do povo por melhores dias, a descarada Estelionataria-Presidanta-Geral-da-República: dinheiro da propina da PETROBRÁS bancando a campanha presidencial de 2014.
É grana recorrente. Já bancava o bandido golpista e beberrão vulgo Mula 9dedos, conhecidíssimo  dos chefões de antros criminosos e empreiteiros brasileiros, seus principais parceiros nos crimes de lesa-erário, desde que fora reeleito em 2006.
O ministro Gilmar anda engasgado  com o capo petista desde quando foi tentado por ele, a cooptar com o mensalão. Como a substituta é o braço estendido dele,  punir um é punir o outro.

Três vivas para Gilmar Mendes!

FC

E no Congresso Nacional…

Publicado: 18 de agosto de 2015 em Blogroll

Diumá Ladranta Du Cheff, capitulina de conveniência, agora quer reabrir o negócio, ou melhor, reescancarar o negócio para tentar comprar – de novo – o apoio da Câmara dos Deputados, particularmente do presidente Cunha. 

A ordem do dia é dar o que quiserem comer dela, dos ministros e líderes do governo, afinal quem tem o que é seu negocia com impublicáveis recursos. “A gente faz o diabo” já dissera a Ladranta em outra ocasião memorável… Não seria diferente agora. 

A nova rubrica palaciana, uma incógnita em relação ao custo monetário, com a certeza de uma casa portuguesa, nem o Tio Patinhas teria grana suficiente pra bancar. 

Tomara que Eduardo Cunha tenha saciado a fome de dinheiro com as propinas já recebidas, e rechasse a oferta que certamente será ofertada pela biltre Du Cheff. 

Estamos, todos de olho em vocês!

FC

Arrepender não tem prazo, tampouco as manifestações são para derrubar o governo. São para o cumprimento da lei. Queremos justiça. O povo que elege é o mesmo povo que pode e deve exigir o cumprimento dos preceitos constitucionais, sem olhar a quem. A presidente Dilma extrapolou de suas prerrogativas constitucionais. Ao lado da escória a que se juntou, corrompeu e deixou corromper o estado brasileiro. Ela, em tese, fora eleita pra proteger o que propora quando candidata. Só em tese. Na pratica o que se viu foi um enlameamento sociopolítico. Dilma entregou a chave do erário e do governo para quem não foi eleito à presidência. Na pratica já abdicou a governança. Quem preside às avessas de fato é o PMDB na figura não menos medonha de Temer e agora assoberbada com a sombra do Renan Calheiros sob as asas do descarado Lula da Silva. Não há previsão legal para outras regências políticas, muito menos da regência de fato. Não é o caso. As evidências demonstram que Dilma foi eleita irregularmente. Permitiu que dinheiro sujo financiasse sua campanha desde 2010. Gostou do prato, e repetiu em 2024. O ministro da justiça do PT, corroborou a sujeira tentando justificar a demanda dizendo que se alguém aceitar dinheiro sujo inocentemente, está perdoado; que não há crime. Há sim. As denúncias são contemporâneas da época das candidaturas. A própria reeleita presidente, cita num de seus arroubos, que o candidato derrotado no segundo turno também recebeu dinheiro das mesmas fontes que ela. Logo, Dilma é ré confessa. Com o detalhe que quem está sendo julgado legitimamente pelo povo, é ela e não Aecio Neves ou FHC, ou quem quer que seja.