Governo determina ao Ministério da Saúde matar pacientes privando-os de medicamento fundamental para sobreviver dignamente

O remédio Mabthera,  droga contra o cancer, foi cortado da lista do governo (SUS) por custar caro. É a mesma que a presidente Dilma utilizou como coadjuvante para a cura do linfoma que a consumia.

O tratamento deve ter sido tão caro que gastou toda a verba disponível para suprir as necessidades, atuais e futuras, do cidadão comum.

O Ministro da Saúde não deve ser médico. Se é, é só para os ricos. Tivesse vergonha na cara e cumprisse o juramento de Hipócrates, não se prestaria a esse tipo desumano de administrar a Saúde, pelo governo do qual ele é assecla e subserviente. Tenha dó.

FC.  

 

2 comentários em “Governo determina ao Ministério da Saúde matar pacientes privando-os de medicamento fundamental para sobreviver dignamente

  1. Luiz, vai pondo mais essa pouca-vergonha na conta dos governantes da humanidade, e verás o que se aproxima! Tá certo, sei que esse papo Armaggeddon tá meio malhado, mas não sei mais como desconectar uma coisa da outra!

    Salve-se quem puder (ou ainda tiver uma grana no colchão)!!

    Abçs!

    Curtir

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s