Sorte sorri para sem-teto em país de primeiro mundo

Na Holanda, Jerry Winkler, de 28 anos, mendigava e usava drogas e morava nas ruas de Amsterdã tendo céu como única cobertura. Mas conseguiu se libertar do vício aviltante.    Liberto, trilhou o bom caminho da cidadania. E foi assim que teve a maior das gratas surpresas: foi reconhecido como o único filho de um multimilionário que após uma aventura com sua mãe, morrera sem o conhecer.

A lei holandesa não reconhece direito de herança a descendente sem registro, tampouco postumamente ao ascendente. Mas a fundação para quem ficou toda a herança paterna reconheceu o vínculo e moralmente destinou uma verba para Winkler, que passou a viver bem, e agora é um cidadão com direitos a dignidade que lhe fora suprimida durante toda a vida.

FC.

Um comentário em “Sorte sorri para sem-teto em país de primeiro mundo

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s