Juiz atenua pena de estuprador que usava camisinha e lubrificante

Folha de Rorainópolis

– Estudante de odontologia estuprava com camisinha e KY –

– Antonio Pedrini Magenta, juiz de Rorainópolis, município localizado no sul de Roraima, surpreendeu os 22 mil habitantes da localidade ao atenuar em 1/3 a pena de um estuprador. A razão para o gesto benevolente residiu no fato de as 17 vítimas que o reconheceram terem relatado em depoimento que o estuprador usava preservativo e lubrificante para realizar as relações sexuais não consensuais.

Segundo o Dr. Pedrini “precisamos valorizar este gesto, que possui elevado teor simbólico. O fato de o meliante utilizar preservativos e lubrificantes revela um traço de nobreza de alma. Antes de seu prazer, ele se preocupou com o conforto e a proteção de suas vítimas”.
Carlos Brambini Teixeira, 22 anos, estudante de odontologia e nas horas vagas estuprador, disse à reportagem que “nunca quis violentar nem traumatizar estas mulheres. Quis tão somente realizar um desejo sexual que toda mulher possui, que é o de ser possuída por um estranho. Como sou bonito e atlético, imaginei de verdade que estava prestando um favor”.
Os detentos do presídio de Rorainópolis já estão comemorando a chegada do estuprador. O líder da facção criminosa “Filhos do Demo”, João Tenório Filgueiras, também conhecido como “Juca Já Morreu”, disse com ódio: “Então quer dizer que a boneca estuprava pra fazer caridade? Ele agora vai fazer caridade pra nós. Só que aqui não tem KY, aqui tem é cuspe”.
Oldair Cipreste, o “Professor Gentileza”, que é assessor de imprensa da facção criminosa “Filhos do Demo”, revelou a reportagem que “visita íntima é só no sábado, precisamos de ‘uns cobaias’ pra fazer uma ‘graça’ durante a semana. A ‘máquina de cortar churros’ dele irá trabalhar gostoso nos próximos 4 anos”.
A reportagem deseja uma boa estadia ao estuprador generoso.
FONTE: Folha de Rorainópolis, Caderno Sangue Bom, Página 12.

4 comentários em “Juiz atenua pena de estuprador que usava camisinha e lubrificante

  1. Esse texto todo está sendo espalhado na internet mais rápido que fogo no palheiro e eu tenho a mais absoluta convicção de que não passa de pura invenção. Primeiro, acho que não existe um jornal chamado Folha de Rorainópolis. Segundo, ainda que existisse tal periódico, a linguagem não condiz com a de um trabalho profissional. E, terceiro, uma busca pelo nome do juiz no google só acha resultados relacionados com essa mesma notícia. Estranho, não?

    Curtir

  2. Pura mentira. Trabalho no Fórum da Comarca de Rorainópolis, na vara criminal, não temos juiz no Estado de Roraima com esse nome tampouco processo em nome dessa pessoa.

    Curtir

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s