Jaqueline Roriz torna-se símbolo imaculado da “impunidade parlamentar ampla geral e irrestrita*”

No Covil da baderna e da impunidade – em breve também da prostituição – (leia-se Câmara Federal dos Deputados), a ladra-bandida-deputada-confessa foi absolvida da apropriação indébita a que fez jus para financiar sua campanha eleitoral. Foi uma lavagem: 275 pró-corrupção X 166 em favor da cassação; 20 se abstiveram de se manifestar.

Não sei se refuto culpa a Pero Vaz de Caminha por nossas penitências ou aceito que foi apenas o carrasco da má nova que haveria de salgar a terra recém descoberta para todo sempre, quando escreveu ao Rei: “E a terra é de tal maneira tão maravilhosa que em se plantando dar-se-á nela tudo”. Pois é. Caminha tinha razão. Deu!

* – Frase de José Neumane Pinto

2 comentários em “Jaqueline Roriz torna-se símbolo imaculado da “impunidade parlamentar ampla geral e irrestrita*”

  1. Querido amigo, era evidente que a dePUTAda, apesar do flagrante recebendo proprina, sairia impune!
    Este é um (des)governo de ladrões, pois a impunidade impera! Não existe julgamento; trata-se apenas de um conchavo para favorecer os parlamentares em futuros processos de cassação. Os crimes de corrupção, roubo, propina etc, estão totalmente liberados, pois os podres que nos representam na Câmara, criaram uma jurisprudência para esses casos . Os vigaristas livram os ‘cumpanhêros’ da cassação, pois no dia de amanhã, serão eles que estarão sentados no banco dos réus. Afinal, é dando que se recebe…

    BEIJOSSSSS

    Curtir

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s