Base brasileira na Antártida não é a beleza imaculada que se propaga para o Brasil e o mundo

Antes do acidente que matou os dois militares na semana passada, um outro acidente – naufrágio de um transportador de combustível aconteceu e foi mantido em segredo – a revelia dos brasileiros e do Protocolo de Madri, o Tratado da Antártica para Proteção ao Meio Ambiente, em vigor desde 1998.
O barco sinistrado está afundado desde dezembro de 2011, com 10 mil litros de combustível em seus tanques, a 40 metros de profundidade e apenas 900 metros do litoral frontal a base brasileira Estação Antártica Comandante Ferraz.
A atitude brasileira – que é negativa em todos os sentidos – de esconder do mundo o acidente que pode implicar em dano ecologico de grande monta, aliada ao incendio que destruiu parte da base levando a morte dois militares abnegados da causa científica, é uma janela para mostrar a política inoperante e imoral que o Governo do Brasil, em escala internacional, quer impor aos olhos  de todos.
FC

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s