Lula nega em entrevista que o mensalão existiu

É lamentável que um homem que tinha tudo para viver e crescer digna, moral, ética e honestamente tenha se permitido corromper pelo “poder” da ganância a qualquer preço. O poder por si só corrompe? Não. As más índoles são o terreno fértil para tal construção.
Estas são genéticas ou adquiridas com as amizades malfazejas? Não há tratamento eficaz contra a corrupção no modal da democracia, principalmente nas do tipo permissivo-cegas que é o caso do ideal democrático brasileiro a partir do socialismo praticado com o capital alheio. Corrupção só é vencida com isolamento total entre a fonte pagadora e os beneficiários do butim: cadeia de segurança máxima.
O ex-presidente Lula, que não perde qualquer oportunidade para lançar teses baseadas na direção que mais lhe convém, aquele mesmo que pediu perdão por ter sido traído por aloprados cuja identidade continuam indefinidas até hoje, saiu-se com mais uma de sua peculiar verve cavilosa ao dar entrevista ao The New York Time, afirmando que o mensalão não existiu. E assim as mentiras vão se insurgindo como verdade nas cabeças daqueles que idolatram o pernicioso falastrão em detrimento da verdade única, que é o apodrecimento da política partidária petista.
Lula chafurda no chorume e nas escressencias recorrentes nas quais se transformou enquanto político. A costumou-se a mentir sem qualquer decoro. Tenta jogar com as palavras ou frases contradizentes quanto ele próprio. A platéia faminta e sedenta – quanto ignorante, de seu circo vai ao delírio quando grasna inverdades e promessas de impossíveis realização. Mas a tradição diz que povo só precisa de pão e circo. É verdade!
FC

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s