Em 12 de dezembro de 2012, o ministro Fernando Bezerra, da Integração Nacional, tripudiava os brasileiros com mais uma descabida ilusão fruto da incompetência do governo: “O Brasil nunca esteve tão preparado como agora para as chuvas de verão”

Pouco mais de vinte dias após, o Rio de Janeiro é brindado com mais uma catástrofe provocada pelas chuvas torrenciais.

Destruição em massa; mortos, feridos, desabrigados, desalojados, desaparecidos…

Dos 538 milhões de reais, previstos para as obras de prevenção de encostas e morros no Estado do Rio de Janeiro, apenas foram aplicados R$ 10 milhões.

A diferença que foi integralmente contingenciada tomou rumo como parte do pagamento dos juros da dívida pública que Brasília nega existir, e o povão acredita.

O que não se entende no povo brasileiro é como se aceita a ideologia barata do petismo cominada com lavagem cerebral em regra, que a todos cega, embrutece, antolha, e depois de passado o perigo, absorvido os prejuízos materiais, contados os feridos, mortos e desaparecidos, tudo volte a ser como antes.

No próximo verão, o mesmo filme será repassado. O mesmo cafajeste falacioso ou outro safado de igual laia – bola da vez – se apresentará em rede nacional para a nação com o mesmo discurso pútrido com cheiro de PT, PMDB, de Lula e Dilma.

 FC

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s