Eu que pensava já ter visto tudo…

Ledo engano. A desfaçatez da presidente brasileira Dilma Rousseff, extrapola a ficção e os mais estranhos sonhos e viagens, via drogas. A impudência peculiar que lhe é mais valia, assume dimensões e proporções inaceitáveis. Vejamos.

Dilma em nota ao Clube Atlético Mineiro parabenizando-o pela conquista da Libertadores, disse, pasme:

“O Brasil acordou alvinegro com o título do meu querido Clube Atlético Mineiro de campeão da Taça Libertadores. Aprendi a gostar de futebol indo, ainda criança, ao estádio do Mineirão assistir aos jogos do Atlético. Parabéns aos jogadores, à comissão técnica e a nossa torcida, que conquistou a admiração de todos os brasileiros. Parabéns não apenas pela vitória. Parabéns por, mesmo diante de um resultado adverso, não desistirem, não esmorecerem e, por isso mesmo, se superarem”.

O Mineirão foi inaugurado no mês de setembro de 1965. Dilma Rousseff nasceu em 1947. A não ser que ela considerava ser uma criança quando já estava engajada no legítimo ofício libertário do jugo militar.

Não bastasse, ainda encontrava tempo – em espaço invisível – para macaquear nas arquibancadas do Mineirão o time de sua predileção. Pensamento sem qualquer sentido lógico.

Falta-lhe assessoria para assuntos que não guardam conformidade com verdades fatuais. Ou, se tem, os assessores são piores que ela nas avaliações das impropriedades a proferir na mídia escrita e falada.

Tanto um quanto o outro, equivalentes, não servem para nada.

 

FC

Um comentário em “Eu que pensava já ter visto tudo…

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s