João Passarinheiro (por Mia Couto)

lituraterre

"Menino com Passarinho na Gaiola" por Roberto Ploeg - Óleo sobre tela 145x64, 2010. Fonte: http://robertoploeg.blogspot.com

“Inquirido sobre a sua raça, respondeu:

– A minha raça sou eu, João Passarinheiro.

Convidado a explicar-se, acrescentou:

– Minha raça sou eu mesmo. A pessoa é uma humanidade individual. Cada homem é uma raça, senhor polícia.

(Extracto das declarações do vendedor de pássaros).”

O excerto acima, narrado pelo fictício João Passarinheiro, foi criado pela imaginação literária do escritor Mia Couto, moçambicano da gema, alvo de diversos preconceitos pela sua pele… branca.

Ver o post original

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s