Qual o papel de um dirigente de agremiação política quando um dos subordinados é preso por corrupção sistêmica?

RUI FALCÃO presidente do PT nacional acha que deve defendê-lo a qualquer preço e custo.
Não importa.
“Dinheiro” é o que não falta naquele antro corrupto repleto de bandidos dissimulados de políticos.

A defesa vigorosa do malfeitor engaiolado, na verdade é a defesa de um coletivo composto desde o Palácio do Planalto, passando pelo Congresso Nacional e enveredando pelo Partido dos Trabalhadores e de lá ramificando pelas sedes regionais que gera a teia maldita que envolve todo país.

Falcão assim como os outros, está com as barbas de molho.

Agora é o todo por todos. Não dá mais pra deixar o ventilador espalha merda ligado, tampouco manter a retaguarda sob fogo amigo.

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s