Jaques Wagner quer dissociar o governo Dilma do próprio governo Dilma

Ou seja: quer criar canal governativo paralelo onde o lado que joga o lixo pra debaixo do tapete teria rumo diverso do que seria considerado um governo combalido mas que agora quer fazer o dever de casa baseado em princípios éticos e de competência a toda prova para junto com a oposição resgatar a economia e o crédito da sociedade, principalmente dos eleitores perdidos. 

Não daria certo. A base bandida petista jamais aceitaria tal união, ou na sua visão, conivência com FHC, Aecio Neves, Alckmim e outros líderes oposicionistas.

Lula por sua vez jamais daria mão à palmatória, pois teria que confessar seus erros ajoelhado diante de FHC. 

Dilma não é carne tampouco peixe. Se vende pra quem oferecer mais vantagens e/ou a quem lhe causar menos prejuízo de qualquer monta. 

Rui Falcão perderia o fôlego dentro chorume que sobraria do naufrágio do petismo. 

O próprio Wagner não sabe se emergiria politicamente, por isso ensaia tecer a teia pra mostrar serviço ao eleitorado baiano, tirando desde já o cu dele da reta. 

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s