Embaixo do colchão do casal ex-presidencial de Banânia tinha o que?

 – Comentam as línguas ferinas que agentes federais sentindo mau cheiro na alcova matter do covilato petista, decidiram procurar o que provocava a fedentina naquele ambiente infecto.

Dona Inútil aos berros correu a sentar sobre o colchão dizendo que  só levantaria dali depois de morta.

Como a cama é uma King Size, o volume corporal da sem-controle emocional nada representava. 

Então um dos homens de preto de olhos amendoados à guisa de japonês, heroicamente enfrentou a fera e levantou o colchão, gesto que por pouco não jogou a vociferante ao chão.

O material pútrido se fez ver: Calcinhas e cuecas sujas e/ou cagadas, toalhinhas (em tese) íntimas, e algumas camisinhas usadas.

A natureza higiênica do ambiente condizendo com o jeito de ser do casal levou os agentes a debandar dali sem colher qualquer dos ítens para periciar posteriormente, pois julgaram desnecessário correr o risco de contaminação das mãos do coletor. No mínimo perderia os dedos senão as mãos.

Costume de casa vai à praça, diz um ditado popular. A sujeira da alcova do casal capo-petista foi compartilhada com o Palácio do Planalto, Palácio da Alvorada, Granja do Torto, Governo Federal, e por último, no Sítio de Atibaia, área devoluta (sem dono), pretendem, que pertenceria ao casal Sem-Sítio.

freiconvento 

2 comentários em “Embaixo do colchão do casal ex-presidencial de Banânia tinha o que?

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s