Pulgas e chatos infestam Brasília desde o Gabinete Presidencial até o Hospital de Base…

A infestação foi detectada em 1º de janeiro de 2011, quando a cadeira presidencial foi ocupada por uma mulher. Pretendem aqueles que vivenciaram pelo mundo as saudosas regiões dos baixos meretrícios (muitos deles são hoje frequentadores habituais das zonas dos Palácios de Brasília e dos puxadinhos presidenciais – zona avançada em São Paulo, Porto Alegre e Belo Horizonte), que as pulgas e os chatos nada diferem em visual e na quantidade perceptível a olho nu, exalando ao mesmo tempo odor característico a praga.

Segundo os técnicos em dedetização, cinco anos perdidos já passaram em tentativas inúteis e infrutíferas para erradicar o mal pulguento. Entendem que sem cortar na raiz a causa das reinfestações jamais conseguirão livrar Brasília e o resto do país dessa mazela persistente por falta de higiene corporal de certa fêmea tapir, animal também conhecido por outra designação, gerada imoral e artificialmente por outro animal sujo que habitou, antecedendo-a, aquela jaula, sentando na mesma cadeira.

Relatam ainda, que além das picadas das pulgas que atingem quase sempre as partes descobertas dos corpos das pessoas, os chatos se infiltram nas regiões pelosas cobertas por calcinhas, cuecas, ceroulas etc, sobrancelhas, cílios e pelos dos sovacos.  A coceira é tanta que chega a arrancar a pele nessas regiões;

Que é líquido e certo ser a imundície nas genitálias o fator dessa origem “chato-habitacional”. Talvez aí resida a inspiração para a criação do Programa Minha Casa Minha Vida, portanto!

freiconvento

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s