Temer desbancou a denúncia de Janot com 263 votos a seu favor e 227 contra

freiconvento

O governo Temer soube tirar proveito das prerrogativas constitucionais comprando consciências parlamentares sem gastar um centavo que não fosse dentro da legalidade ao liberar verbas parlamentares previstas no orçamento da União. O presidente tomando gosto pelo mal que poderia causar abusou do bom senso com medidas provisórias de última hora. A atual oposição quando foi governo petista era useira e vezeira desses expedientes que agora também critica.

O placar da votação não espelhou a realidade que os deputados conseguiram esconder da sociedade: foi um jogo sujo de compadres e comadres. O deputado Sílvio Costa (PT-PE) indignou-se com o resultado que havia previsto.

Quisera estrategicamente não dar quorum para não beneficiar o governo, antevendo o que aconteceria. Sílvio estava certo.

Boa parte dos votos sufragados como NÃO, foram computados como uma força extra e em número suficiente para a sessão acontecer e derrubar a pretensa tentativa de autorizar o STF a processar Michel Temer.

Os “cumpanheiros” (alguns inocentes pobres desavisados) instigados pelas cobras criadas da inteligência do PT e aliados, dançaram alegremente a dança do arquivamento da denúncia contra o agora mais-que-nunca presidente Temer, aos falsos gritos de guerra “Fora Temer “. Logo depois um coral de “viúvos e viúvas” petistas chegou a ensaiar, mas sem encontrar apoio da própria companheirada, a cantata Lula em 2018.

O showzinho à parte, dos desesperados, quase passou despercebido.

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s